Skip to content

“Obediência é o caminho” – Pastor Marcos Lino

fev 10 2019

pr-marcos-100219

Culto ministrado pelo pastor Marcos Lino, em 10 de fevereiro de 2019.

Obediência é o caminho

Texto Base: Romano 5:18-21

Sem dúvida o grande principio da palavra de Deus é a obediência. Desde Adão, no jardim do Éden Deus mostra ao homem dois caminhos e espera dele a obediência (Gênesis 02:16-17).

Quando Deus coloca a árvore do conhecimento no Jardim, Ele mostra dois caminhos: O caminho da obediência e o da desobediência. E espera então que escolhamos a obediência.
Ao longo da narrativa bíblica temos vários exemplos de grandes vitórias alcançadas pelo povo de Deus através da obediência.

(Ex. Rei Ezequias em II Reis 18:01-07) .
1-No terceiro ano do reinado de Oseias, filho de Elá, como rei de Israel, Ezequias, filho de Acaz, se tornou rei de Judá. 2-Quando isso aconteceu, Ezequias tinha vinte e cinco anos de idade. Ele governou vinte e nove anos em Jerusalém. A sua mãe se chamava Abia e era filha de Zacarias. 3-Seguindo o exemplo do seu antepassado, o rei Davi, Ezequias fez aquilo que agrada a Deus, o Senhor. 4-Ele destruiu os lugares pagãos de adoração, quebrou as colunas do deus Baal e derrubou os postes da deusa Aserá. Também fez em pedaços a cobra de bronze que Moisés havia feito e que era chamada de Neustã. Até aquela época o povo de Israel queimava incenso em honra dela. 5-Ezequias confiou no Senhor, o Deus de Israel; Judá nunca teve um rei como ele, nem antes nem depois daquela época. 6-Ezequias ficou ligado com o Senhor e nunca desobedeceu a ele, mas guardou cuidadosamente todos os mandamentos que o Senhor Deus tinha dado a Moisés. 7-Por isso, o Senhor estava com ele, e ele teve sucesso em tudo o que fez. E a contra partida derrotas vergonhosas vieram sobre todos por causa da desobediência.

(Ex. II Reis 18: 11-12).
11-O rei da Assíria levou os israelitas como prisioneiros para a sua terra; mandou que alguns deles fossem morar na cidade de Hala, outros, perto do rio Habor, no distrito de Gozã, e ainda outros, nas cidades da Média. 12-Essas coisas aconteceram porque os israelitas não obedeceram ao Senhor, o Deus deles, mas quebraram a aliança que o Senhor havia feito com eles e desobedeceram a todas as leis dadas por Moisés, servo do Senhor. Eles não quiseram atender, nem obedecer.

Em Deuteronômio 28:01 diz: “Se ouvires atentamente a voz do Senhor teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o Senhor teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra”. Deus tem muito prazer na obediência e não há duvidas de que, o que agrada o coração de Deus é um servo obediente (cá entre nós se você fosse Deus gostaria de um servo desobediente?)

DEVEMOS SE OBEDIENTES.

1. De acordo com as Sagradas Escrituras, devemos obedecer às palavras, ordens, mandamentos, estatutos, doutrinas  e preceitos da Trindade:
(Tiago 1.22-25)
22-Não se enganem; não sejam apenas ouvintes dessa mensagem, mas a ponham em prática. 23-Porque aquele que ouve a mensagem e não a põe em prática é como uma pessoa que olha no espelho e vê como é. 24-Dá uma boa olhada, depois vai embora e logo esquece a sua aparência. 25-O evangelho é a lei perfeita que dá liberdade às pessoas. Se alguém examina bem essa lei e não a esquece, mas a põe em prática, Deus vai abençoar tudo o que essa pessoa fizer.

(Romanos 8.14-17)
14-Pois aqueles que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. 15-Porque o Espírito que vocês receberam de Deus não torna vocês escravos e não faz com que tenham medo. Pelo contrário, o Espírito torna vocês filhos de Deus; e pelo poder do Espírito dizemos com fervor a Deus: “Pai, meu Pai!” 16-O Espírito de Deus se une com o nosso espírito para afirmar que somos filhos de Deus. 17-Nós somos seus filhos, e por isso receberemos as bênçãos que ele guarda para o seu povo, e também receberemos com Cristo aquilo que Deus tem guardado para ele. Porque, se tomamos parte nos sofrimentos de Cristo, também tomaremos parte na sua glória.

(Joã0 15.14-17)
14-Vocês são meus amigos se fazem o que eu mando. 15-Eu não chamo mais vocês de empregados, pois o empregado não sabe o que o seu patrão faz; mas chamo vocês de amigos, pois tenho dito a vocês tudo o que ouvi do meu Pai. 16-Não foram vocês que me escolheram; pelo contrário, fui eu que os escolhi para que vão e deem fruto e que esse fruto não se perca. Isso a fim de que o Pai lhes dê tudo o que pedirem em meu nome. 17-O que eu mando a vocês é isto: amem uns aos outros.

2. Devemos obedecer às autoridades constituídas (Romanos 13:1).

3. Devemos obedecer aos nossos pastores (Hebreus 13:17)

4. Devemos obedecer a nossos pais (Efésios 6:1; Colossenses 3:20; Provérbios 30:17).
Somente a Bíblia Sagrada está devidamente qualificada e habilitada a prescrever normas e estabelecer diretrizes sobre questões atinentes ao mundo espiritual. Existem diferenças capitais entre o natural e o sobrenatural, entre o profano e o sagrado, entre o temporal e o eterno.

Tendo em vista apenas uma dimensão dessa grande diferença, deve ser entendido que o natural se relaciona com o corpo e o espiritual com a alma e o espírito.
O ato de obedecer está condicionado a decisões tomadas pelo ser interior de cada pessoa.
Nenhuma pessoa é obrigada a obedecer, tendo em vista o direito do livre arbítrio. Mas cada um deve dispor de suficiente bom senso para jamais desobedecer.
Ian Barclay escreveu que a obediência não impedirá a decomposição de nossa vida física, mas fará cessar a decadência da nossa vida espiritual.
Adão e Eva foram os primeiros seres humanos a existir, e também foram os primeiros a
praticarem a desobediência, Romanos 5:19 como vemos no inicio.
Adão perdeu a oportunidade de ser um herói de obediência, ao se tornar um agente de transgressão e desobediência. Deixou de ser um confidente de Deus, para ser um interlocutor do Diabo.
Existem motivos e razões fundamentais para a prática da obediência. Eles atingem os mundos social, moral, ético e religioso de cada indivíduo.

RAZÕES E MOTIVOS PARA OBEDECER

1. Deus é o Criador e nós somos criaturas. A criatura sempre deverá prestar obediência ao Criador.
2. A vontade de Deus é que Lhe obedeçamos:
(João 5:30)
30-Jesus continuou a falar a eles. Ele disse:
— Eu não posso fazer nada por minha própria conta, mas julgo de acordo com o que o Pai me diz. O meu julgamento é justo porque não procuro fazer a minha própria vontade, mas a vontade daquele que me enviou.

(João 15:14)
14-Vocês são meus amigos se fazem o que eu mando. 15-Eu não chamo mais vocês de empregados, pois o empregado não sabe o que o seu patrão faz; mas chamo vocês de amigos, pois tenho dito a vocês tudo o que ouvi do meu Pai.

3. Deus Se agrada daqueles que Lhe obedecem.
(Deuteronômio 28:13)
E o SENHOR te porá por cabeça e não por cauda; e só estarás em cima e não debaixo, quando obedeceres aos mandamentos do SENHOR, teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e fazer.
(Jeremias 7:23)
Mas isto lhes ordenei, dizendo: Dai ouvidos à minha voz, e eu serei o vosso Deus, e vós sereis o meu povo; e andai em todo o caminho que eu vos mandar, para que vos vá bem.
4. Obedecer traz proteção
(Salmos 91:1-16)
1-A pessoa que procura segurança no Deus Altíssimo e se abriga na sombra protetora do Todo-Poderoso 2-pode dizer a ele: “Ó Senhor Deus, tu és o meu defensor e o meu protetor. Tu és o meu Deus; eu confio em ti”. 3-Deus livrará você de perigos escondidos e de doenças mortais. 4-Ele o cobrirá com as suas asas, e debaixo delas você estará seguro. A fidelidade de Deus o protegerá como um escudo. 5-Você não terá medo dos perigos da noite nem de assaltos durante o dia. 6-Não terá medo da peste que se espalha na escuridão nem dos males que matam ao meio-dia. 7-Ainda que mil pessoas sejam mortas ao seu lado, e dez mil, ao seu redor, você não sofrerá nada. 8-Você olhará e verá como os maus são castigados. 9-Você fez do Senhor Deus o seu protetor e, do Altíssimo, o seu defensor; 10-por isso, nenhum desastre lhe acontecerá, e a violência não chegará perto da sua casa. 11-Deus mandará que os anjos dele cuidem de você para protegê-lo aonde quer que você for. 12-Eles vão segurá-lo com as suas mãos, para que nem mesmo os seus pés sejam feridos nas pedras. 13-Com os pés você esmagará leões e cobras, leões ferozes e serpentes venenosas. 14-Deus diz: “Eu salvarei aqueles que me amame protegerei os que reconhecem que eu sou Deus, o Senhor. 15-Quando eles me chamarem, eu responderei e estarei com eles nas horas de aflição. Eu os livrarei e farei com que sejam respeitados. 16-Como recompensa, eu lhes darei vida longa e mostrarei que sou o seu Salvador.”

Temos grandes exemplos de obediência na bíblia e não poderia ser diferente que o maior deles seja o de Jesus. Não é necessário nem falar que Jesus aceitou o seu chamado, e por um tempo deixou de ser Deus para ser homem; já tinha parado pra pensar nisso: Jesus deixou de ser imortal para ser mortal, deixou de ser Senhor para ser servo e ainda mais, suportou a dor e a morte só pra obedecer a Deus, como está escrito em Filipenses 02:08 “e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz”

Este então é o maior exemplo de obediência que temos para nossas vidas, se lembra das palavras de Jesus quando estava sendo crucificado pouco antes de morrer? Está escrito em Lucas 22:42 “dizendo: Pai, se queres afasta de mim este cálice; todavia não se faça a minha vontade, mas a tua.”

A partir deste versículo eu digo sem medo que esse é o maior exemplo de obediência.

Será que estas palavras saíram da boca de alguém que queria ser crucificado? De alguém que estava sentindo algum prazer naquele sofrimento? Ainda assim Jesus diz: “se faça a SUA vontade.”

Para seguir a Deus é preciso ser obediente mesmo que os outros não achem necessário. Se você sabe o que deve fazer para agradar ao Senhor, faça! Deus tem compromisso com a Sua Palavra e se você andar nela, receberá muito mais bênçãos do que pode imaginar.
Jesus entendia o princípio da obediência e podemos ver isso claramente quando ele foi se batizar. Ele havia completado 30 anos e o momento de iniciar seu ministério havia chegado. Jesus então deixa Nazaré e vai ao encontro de João Batista, que estava batizando uma multidão de pessoas no rio Jordão, um “Batismo de arrependimento”, preparando o coração do povo para receberem o Messias. Ao encontrar-se com João Batista, Jesus pede para batizá-lo. Mas, tomado de grande constrangimento, João diz as seguintes palavras:

(Mateus 3:13-15)
“Então veio Jesus da Galiléia ter com João, junto do Jordão, para ser batizado por ele. Mas João opunha-se-lhe, dizendo: Eu é que tenho necessidade de ser batizado por ti, e vens tu a mim? Jesus, porém, respondendo, disse-lhe: Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça. Então ele o permitiu”

Em outras palavras, João Batista quis dizer: você não tem pecado e quer receber um batismo de arrependimento? Na verdade ele estava questionando algo que é a dúvida de muita gente. Por que Jesus quis se batizar, se não tinha pecados?
Ele mesmo respondeu: “Para que se cumpra a justiça de Deus”. Quando Jesus se encarnou em forma humana para redimir a humanidade, submeteu-se espontaneamente a um processo de esvaziamento da glória de Deus. Veja só: O Rei dos Reis nasceu em um curral. O Senhor dos Senhores, foi envolvido em faixas e deitado num cocho. Sua infância foi vivida na pobreza, com fugas para países estranhos e desde o início de seu ministério público até o final, não conheceu outra coisa senão desprezo, humilhação e dor.
Então o “batismo” de Jesus era somente parte deste processo. Quem procurava João Batista para ser batizado eram os pecadores. Mas Jesus, sem pecado algum, igualou-se aos pecadores em atitude externa ao procurar João Batista. Era a justiça Divina pesando sobre o Cordeiro de Deus. Não se trata do cumprimento de uma profecia, porque não há profecia sobre o batismo de Jesus no Antigo Testamento.
E acima de tudo, ele deixou o exemplo de que a obediência é sempre o melhor caminho. Então veremos 3 experiências maravilhosas que Jesus teve ao obedecer ao Pai e se batizar:

1) JESUS VIU OS CÉUS SE ABRIREM (Mateus 3:16a)
Que experiência maravilhosa! Quem tem esse privilégio, nunca mais é o mesmo! Podemos ver os céus se abrindo sobre nós também, de outras formas: quando lemos a Bíblia, quando oramos com o coração sincero, lançando todas nossas ansiedades, medos e o nosso orgulho fora. Então Deus se manifesta sobre nós e podemos ver o mundo de uma forma diferente, na visão correta vinda de Deus.

2) JESUS VIU O ESPÍRITO SANTO DESCER SOBRE ELE (Mateus 3:16b)
Jesus vivia como filho de Deus, mas sem o poder para realizar suas obras. Pela obediência, Jesus se tornou um homem sobrenatural através do Espírito Santo. Precisamos da mesma forma depender do poder do Alto e não da nossa força e entendimento.

“Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo bem, e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele” (Atos 10:38).

“Ainda que era Filho, aprendeu a obediência, por aquilo que sofreu. E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem” (Hebreus 5:8-9).

3) JESUS OUVIU A VOZ DO PAI (Mateus 3:17)
“Este é o meu filho amado, em quem me comprazo”. Quem não gostaria de ouvir a voz do Pai dizendo isso? Quantos de nós precisamos nos sentir mais amados por Deus? Deixe que o amor Dele te envolva, aceite o Seu perdão, reconcilie-se com Ele e então você terá amor, perdão e misericórdia para dar às pessoas.

O Pai sabia que Jesus passaria por calúnias, sofrimentos, traição, negação e como homem muitas feridas na alma. Por isso antes de tudo isso acontecer, Deus
deixou bem claro o quanto Jesus era especial.

CONCLUSÃO

Um ato de obediência pode trazer muitas bênçãos consecutivas:
1) Uma abertura do céu trazendo uma nova revelação do Reino.
2) Uma experiência sobrenatural com o Espírito Santo revestindo você de poder e autoridade.
3) A declaração: Filho amado, você me dá alegria.

Em breve disponibilizaremos o áudio da ministração

Pr. Marcos Lino

Por Pr. Marcos Lino

Pastor responsável pela ministração do Louvor e integrante da liderança do ministério de Louvor e Adoração.