Skip to content

“Deus, sara nossa nação” – Pastor Marcos Lino

mar 28 2021

vitrine-site-1806x635_2803

Culto ministrado pela pastor Marcos Lino, em 28 de março de 2021.

Deus, sara nossa nação

Texto base: 2 Crônicas 7:11-16

“Assim Salomão acabou de construir o Templo e o palácio real; todos os seus planos para a construção do Templo e do palácio deram certo. Então o Senhor Deus apareceu de noite a Salomão e disse: Eu ouvi a sua oração e escolhi este Templo para ser o lugar onde serão oferecidos os sacrifícios. Quando eu fechar o céu e não deixar que chova, ou ordenar aos gafanhotos que destruam as colheitas, ou mandar uma peste atacar o povo, então, se o meu povo, que pertence somente a mim, se arrepender, abandonar os seus pecados e orar a mim, eu os ouvirei do céu, perdoarei os seus pecados e farei o país progredir de novo. Escutarei com atenção as orações que forem feitas neste Templo, pois é o Templo que escolhi e separei para ser o lugar onde deverei ser adorado para sempre. Eu tomarei conta dele e sempre o protegerei.”

Introdução:

O rei Salomão estava consagrando o templo de Jerusalém ao Senhor. Na festa de inauguração, a glória de Deus encheu o templo. O povo ao ver a gloriosa manifestação de Deus, prostrou-se e o adorou. Deus, então, apareceu a Salomão e fez-lhe uma promessa, dizendo que, em caso de crise e juízo sobre a nação, se o seu povo voltasse para ele, então seus pecados seriam perdoados e sua terra seria curada. Não há dúvidas de que nossa nação está doente! Nossa nação está adoecida moralmente, com o aumento da promiscuidade, da imoralidade, da corrupção, da violência etc. Nossa nação está adoecida espiritualmente com tantas pessoas sendo levadas por ensinamentos falsos e místicos. Há um vazio dentro da alma, do coração, que não se pode ser preenchido com filosofia, sexo, religião, álcool, drogas, pornografia, antidepressivos, calmantes, viagens, namorados, futebol entre outros nada vai preencher esse vazio e sempre vai estar lá. A cada dia aumenta mais o número de pessoas. Este vazio na alma que a humanidade tem necessidade de preencher, só será preenchido através de Jesus!

(João 6:35)
Jesus respondeu: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim nunca mais terá fome, e quem crê em mim nunca mais terá sede.

(João 7:37)
O último dia da festa era o mais importante. Naquele dia Jesus se pôs de pé e disse bem alto: -Se alguém tem sede, venha a mim e beba.38 Como dizem as Escrituras Sagradas: “Rios de água viva vão jorrar do coração de quem crê em mim”

Quatro verdades devem ser destacadas no texto de II Crônicas 7:11-14.

1-Em tempos de crise, o povo de Deus deve se humilhar perante a face do Senhor.
“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar…”. Na mesma medida que a obediência produz bênçãos. (Deuteronômio 28:1-14). Da mesma forma, a desobediência atrai maldição. (Deuteronômio 28:15-64). Quando a nação vira as costas para Deus, rejeitando sua lei, escarnecendo de sua palavra, entregando-se à toda sorte de aberrações morais, promovendo o mal e refreando o bem, o juízo divino torna-se inevitável. A humilhação ante a poderosa mão de Deus é o caminho da restauração. Enquanto o povo endurecer sua cerviz, sofrerá as consequências irremediáveis de sua desobediência. O juízo deve começar pela casa de Deus. Por isso, só uma igreja quebrantada pode chamar a nação ao arrependimento. Só quando a igreja se humilha é que Deus visita a nação com a Cura.

Se eu quero que Deus sare a nação…

Eu preciso deixar que Ele comece por mim.
(João 1:11-12)
“Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome”

(João 3:3)
“Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.”

É incrível como um povo formado por Deus para ser bênção para todas as demais nações se torne tão impotente no cumprimento de sua missão! Jesus, o homem Deus, vem pessoalmente com a finalidade de resgatar seu próprio povo e é rejeitado, como acabamos de ver em João. Nicodemos, um chefe religioso, ao procurar Jesus, começa a elogiá-lo, e ouve dEle o seguinte: “Necessário vos é nascer de novo” não adianta eu querer mudar o mundo, quando eu mesma preciso mudar!

Em Lucas 14.16-24, Jesus conta a história de um homem decepcionado com seus convidados! Ele preparou uma grande festa, mandou chamar os convidados e cada um deles tinha uma desculpa para não atender ao seu convite! Até que o dono da festa quis encher sua casa de pessoas que até o momento não faziam parte da lista de convidados! Deus quer começar por mim, você, irmão e irmã para sarar nossa nação!

2-Em tempos de crise, o povo de Deus deve orar com fervor
(2 Crônicas 7.14)
“Se o meu povo, orar, e me buscar…”. O pecado produz sofrimento para a nação, mas a oração abre o caminho da restauração. Quando a igreja se prostra para orar, Deus restaura a nação. Quando a igreja ora, o braço de Deus se move para restaurar o povo. A oração é a maior arma da igreja, pois Deus age por intermédio da oração. A oração é revolucionária, pois orar é conectar o altar ao trono, é unir a fraqueza humana à onipotência divina. Quando a igreja se prostra em oração diante de Deus para buscar sua face, o caminho da restauração e do avivamento é aberto.

A oração do povo no Egito
(Êxodo 3:7-10)
Então o Senhor disse: Eu tenho visto como o meu povo está sendo maltratado no Egito; tenho ouvido o seu pedido de socorro por causa dos seus feitores. Sei o que estão sofrendo. Por isso desci para libertá-los do poder dos egípcios e para levá-los do Egito para uma terra grande e boa. É uma terra boa e rica, onde moram os cananeus, os heteus, os amorreus, os perizeus, os heveus e os jebuseus. De fato, tenho ouvido o pedido de socorro do meu povo e tenho visto como os egípcios os maltratam. Agora venha, e eu o enviarei ao rei do Egito para que você tire de lá o meu povo, os israelitas.

Oração De Josué é ouvida por Deus
(Josué 10:12-14)
No dia em que o Senhor deu a vitória aos israelitas na luta contra os amorreus, Josué falou com ele. E, na presença dos israelitas, disse:
“Sol, fique parado sobre Gibeão! Lua, pare sobre o vale de Aijalom!”
O sol ficou parado, e a lua também parou, até que o povo se vingou dos seus inimigos. Estas palavras estão escritas no Livro do Justo. O sol ficou parado no meio do céu e atrasou a sua descida por quase um dia inteiro. Nunca tinha havido e nunca mais houve um dia como este, um dia em que o Senhor obedeceu à voz de um homem. Isso aconteceu porque o Senhor combatia a favor de Israel.

A Oração do Rei Josafá
(II Crônicas 20:3-20)
Josafá ficou com medo e orou a Deus, o Senhor, pedindo socorro. Depois deu ordem para que todo o povo de Judá jejuasse. Todos se reuniram para pedir socorro ao Senhor; de todas as cidades do país o povo veio a Jerusalém.
A gente de Judá e de Jerusalém se reuniu no pátio novo do Templo, e Josafá se pôs de pé no meio deles e orou assim:
— Ó Senhor, Deus dos nossos antepassados! Tu és o Deus do céu e governas todas as nações do mundo. Tu és forte e poderoso, e ninguém pode resistir ao teu poder. Tu és o nosso Deus; expulsaste os moradores desta terra de diante do teu povo de Israel e deste a terra deles para sempre a nós, os descendentes de Abraão, teu amigo. O teu povo tem morado nesta terra, e aqui construímos um Templo em tua honra. Nós dissemos assim: “Se alguma desgraça cair sobre nós como castigo, seja guerra, ou doenças, ou falta de alimentos, então nos ajuntaremos em frente deste Templo, onde tu moras, e no nosso sofrimento clamaremos a ti pedindo socorro, e tu atenderás o nosso pedido.”
— Agora os amonitas e os moabitas, junto com os edomitas, invadiram o nosso país. Quando os nossos antepassados estavam vindo do Egito, tu não os deixaste invadir as terras daqueles povos. Por isso, os nossos antepassados se desviaram delas e não destruíram aqueles povos.  Mas agora eles nos pagam assim: estão nos atacando para nos expulsar da terra que nos deste para sempre. O nosso Deus, castiga essa gente, pois não somos bastante fortes para resistir a esse enorme exército que está avançando contra nós. Não sabemos o que fazer e olhamos para ti, pedindo socorro!
Todos os homens de Judá estavam ali de pé em frente ao Templo, junto com as suas mulheres e os seus filhos e até as crianças de colo. De repente, o Espírito de Deus desceu sobre um levita que estava ali no meio do povo. Chamava-se Jaaziel e era descendente de Asafe. Jaaziel era filho de Zacarias, neto de Benaías, bisneto de Jeiel e trineto de Matanias. Jaaziel disse:
— Povo de Judá, moradores de Jerusalém e rei Josafá, prestem atenção! Escutem isto que o Senhor Deus diz: “Não se assustem, não fiquem com medo deste enorme exército, pois a batalha não é contra vocês, mas contra mim. Amanhã vocês os atacarão quando eles vierem pela subida de Zis. Vocês se encontrarão com eles no fim do vale que dá para o deserto de Jeruel. Quando os encontrarem, vocês não precisarão lutar. Fiquem parados ali e verão como o Senhor Deus salvará vocês. Povo de Judá e moradores de Jerusalém, não se assustem, nem fiquem com medo; marchem contra os inimigos amanhã, pois eu, o Senhor, estarei com vocês.”
Então o rei Josafá se ajoelhou e encostou o rosto no chão; e todo o povo de Judá e os moradores de Jerusalém também se ajoelharam na presença de Deus, o Senhor, e o adoraram. Aí os levitas que eram descendentes de Coate e de Corá começaram a louvar o Senhor, o Deus de Israel, em voz bem alta.
Na manhã seguinte, todos se levantaram cedo e foram para o deserto de Tecoa. Ao saírem, Josafá ficou de pé e disse:
Povo de Judá e moradores de Jerusalém, escutem! Confiem no Senhor, seu Deus, e estarão seguros; confiem nos profetas dele, e tudo o que vocês fizerem dará certo.

Jesus é o mesmo ontem, hoje e eternamente Hebreus 13:8.

Ele disse.
(Mateus 21:22)
“E tudo o que pedirem em oração, se crerem, vocês receberão”.

(Mateus 7:7)
Pedi, e vos será concedido; buscai, e encontrareis; batei, e a porta será aberta para vós.

(Marcos 11:24)
Portanto, vos afirmo: Tudo quanto em oração pedirdes, tenhais fé que já o recebestes, e assim vos sucederá.

(Lucas 11:9)
Portanto, vos asseguro: Pedi, e vos será concedido; buscai e encontrareis; batei e a porta será aberta para vós.

Em 1ª João 5:14 está escrito assim:
E esta é a segurança que temos para com Ele: que, se lhe fizermos qualquer pedido, de acordo com a vontade de Deus, temos a certeza de que Ele nos dá atenção.

3-Em tempos de crise, o povo de Deus deve abandonar seus maus caminhos
(2 Cr 7.14)
“Se o meu povo […] se converter dos seus maus caminhos…”. Os pecados do povo de Deus são mais graves do que os pecados das demais pessoas. Isso porque, o povo de Deus peca contra Deus e contra a fé que o levou à conversão. Quando um cristão cai, sua queda torna-se pedra de tropeço para os incrédulos. O caminho da restauração passa pela confissão e pelo abandono do pecado. Uma igreja mundana è insípida é sal que perdeu o sabor. É a luz debaixo do alqueire. Seu testemunho é ineficaz, sua voz é confusa e sua influência é zero. O povo de Deus é convocado pelo próprio Deus a se converter de seus maus caminhos. Quando isso acontece, então sua cura brota sem demora e a nação toda é abençoada.

(Provérbios 28:13)
Quem esconde os seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia.
É tempo de voltarmos para Deus como diz a palavra.

(Tiago 4:4-10)
Gente infiel! Será que vocês não sabem que ser amigo do mundo é ser inimigo de Deus? Quem quiser ser amigo do mundo se torna inimigo de Deus. Não pensem que não quer dizer nada esta passagem das Escrituras Sagradas: “O espírito que Deus pôs em nós está cheio de desejos violentos.” Porém a bondade que Deus mostra é ainda mais forte, pois as Escrituras Sagradas dizem: “Deus é contra os orgulhosos, mas é bondoso com os humildes.” Portanto, obedeçam a Deus e enfrentem o Diabo, que ele fugirá de vocês. Cheguem perto de Deus, e ele chegará perto de vocês. Lavem as mãos, pecadores! Limpem o coração, hipócritas!
Fiquem tristes, gritem e chorem. Mudem as suas risadas em choro e a sua alegria em tristeza. Humilhem-se diante do Senhor, e ele os colocará numa posição de honra.

4-Em tempos de crise, quando o povo de Deus se volta para Deus, ele se volta para seu povo para sarar a nação
(2 Cr 7.15)
“… então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra”. O povo de Deus precisa passar pela porta do arrependimento para ser perdoado e curado. Nosso país está doente e caído pelos seus pecados. Desde os palácios às choupanas, desde o parlamento às cortes, desde a igreja às famílias, desde à indústria ao comércio, desde as salas das escolas às ruas, nossa nação tem multiplicado seus pecados contra Deus. O dano moral que feriu com golpes profundos nossa classe política e importantes setores da sociedade é consequência desse descaso com as coisas de Deus. A solução para o Brasil e o mundo não está apenas nas decisões de nossas cortes nem apenas na escolha do voto popular. A solução para o Brasil e o mundo está em Deus. Se nos voltarmos para Deus em arrependimento, ele se voltará para nós em graça e misericórdia!

(Oséias 14:1-9)
Israel, Israel, volte para o Senhor, o seu Deus, pois por causa dos seus pecados você ficou nessa situação terrível! Faça seus pedidos! Diga ao Senhor: “Ó Senhor, perdoe os nossos pecados e por sua misericórdia receba nossos novos sacrifícios, o louvor dos nossos lábios! A Assíria não pode nos salvar, e a cavalaria não pode nos salvar! Nunca mais chamaremos de “nossos deuses” àquilo que as nossas próprias mãos fizeram, porque somente no Senhor os órfãos encontram socorro e amor!”
“Quando Israel fizer isso, eu o curarei de sua infidelidade. Nada poderá deter o meu amor por eles, e a minha ira desaparecerá para sempre! Eu cairei sobre Israel como o orvalho cai sobre as flores. Israel crescerá como o lírio, e as suas raízes serão profundas como as dos cedros que crescem no Líbano! Seus brotos se espalharão, belos como oliveiras, perfumados como as florestas do Líbano. O povo de Israel voltará de longe, do exílio, e todos descansarão à minha sombra. Serão como campos de trigo, crescerão como uma plantação de uvas, e a fama de Israel será como o vinho do Líbano.
“Ó Efraim, fuja dos ídolos! Eu sou vivo e forte! Vou tomar conta de você. Eu sou como uma árvore que nunca perde suas folhas, e darei a você o meu fruto durante o ano todo. A minha misericórdia nunca falha”.
Quem for sábio, deve entender essas coisas. Quem tem discernimento, ouça com atenção. Pois os caminhos do Senhor são verdadeiros e justos, e os justos andarão neles, mas os pecadores tropeçarão.

Conclusão

Em Salmos 55:22, está escrito assim: “Confia os teus caminhos ao Senhor e ele te sustentará, jamais permitirá que o justo seja abalado”. Muitas realidades têm abalado nosso país e o mundo, como a falta de emprego. São mais de milhares de pessoas desempregadas, tantas pressões, pandemia, situações de desespero e angústia, o crescimento da violência, porém, diante de tudo isso, Deus quer operar, porque você continua sendo a menina dos olhos Dele. Lembre-se: Deus não tem filhos prediletos, Ele não ama uma pessoa mais do que outra, mas, quando uma pessoa entrega o coração a Ele, toma Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador, deixa de ser uma criatura de Deus para ser um filho de Deus, como registrado em João 1:12 “A todos quantos o receberam deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, os que creem em seu nome”

 

Clique no play para assistir o vídeo.

https://youtu.be/MWpoM-6pFM4

Pr. Marcos Lino

Por Pr. Marcos Lino

Pastor responsável pela ministração do Louvor e integrante da liderança do ministério de Louvor e Adoração.